segunda-feira, 24 de agosto de 2009

No mínimo andam sozinhas...

Lew Racing Pro VT-1


Existem duas versões destas rodas. Uma de 850g o par, destinadas a ciclistas até 84kg e uma outra versão de 1050g destinadas a ciclistas até 113kg.
A versão de 850g custa €5.506,40 e a versão de 1050g custa €6.316,40. Tanto o peso como os preços são sem chavetas.
Será mesmo necessário este tipo de material? Será que existe mercado para este tipo de material? Eu no Tour não me lembro de ver equipa nenhuma a usar estas rodas.

6 comentários:

carneiro disse...

Compras as duas para já estares prevenido quando engordares.

NO FLATS disse...

Ou não. Para além de não ser o meu tipo de roda preferida no mínimo daria direito a um internamento hospitalar de vários meses (A Bibas dava-me cabo do cabedal).

carneiro disse...

em verdade, em verdade te digo: casamento bom é aquele em que é ela que manda nos dinheiros. E o casamento ideal é quando ninguén dá por isso, nem o marido...

Vai por mim que já fiz muito divórcio e já ando por cá a virar frangos há muito tempo.(pronto, falei em frangos, vai aparecer já ai o Frinxas a pensar que é para comer...)

Pedro Alves disse...

Olá,

Existe e de maneira. Esses moços da LEW são uns tipos de Las Vegas que fazem as rodas a partir de um material que não é bem carbono. Ja tive umas rodas dessas na mão e são.... "leves".
Acho que não se dedicam à produção em massa fazem uns mil pares por ano.

Se procurares no ebay encontras mais barato especialmente aros montados em cubos ZIP etc...

NO FLATS disse...

Fala a vós de quem sabe. Eu não sendo um cicloturista totalmente nabo desconhecia por completo que houvesse rodas tão caras.

torpedro disse...

Não és cicloturista.. ou nabo!? Ah.. ok!! Aos km k fazes, cicloturista és de certeza,ehehehe!

Mais grama, menos grama, isso quer é força nos crenques :)